PGR confirma 29 buscas em investigações sobre “negócios do futebol”

0
PGR confirma 29 buscas em investigações sobre “negócios do futebol”

A Procuradoria-Geral da República confirma a realização de 29 buscas “em vários locais do país”, no âmbito de inquéritos sobre “negócios do futebol” que não identificou, mas que é sabido envolverem o Benfica e o Santa Clara.

Em comunicado divulgado pelas 10.30 horas desta segunda-feira, o gabinete da procuradora-geral da República Lucília Gago informa que foram desencadeadas oito buscas domiciliárias, uma numa fundação, seis em instalações de três sociedades desportivas, nove noutros tipos de sociedade, três em dois clubes desportivos e duas em outros tantos escritórios de advogados.

“Investigam-se factos suscetíveis de integrarem crimes de participação económica em negócio ou recebimento indevido de vantagem, corrupção ativa e passiva no fenómeno desportivo, fraude fiscal qualificada e branqueamento“, apontou a PGR.

Segundo a mesma fonte, “estão em causa negócios de diversa natureza, todos relacionados com o futebol profissional e relativos, nomeadamente, a contratos de parceria de cooperação financeiro-desportiva e respetivos aditamentos, bem como a acordos de alteração de contrato de parceria”.

“Investigam-se ainda a aquisição dos direitos desportivos e económicos dos jogadores por parte de clubes nacionais de futebol”, acrescenta a PGR. Sem identificar o acionista maioritário do Santa Clara, Lau Lian Seng, a procuradoria diz que são igualmente visados pela investigação “empréstimos concedidos a um destes clubes e a uma sociedade desportiva por um cidadão de Singapura com interesses em sociedades sediadas nas Ilhas Virgens Britânicas e a utilização das contas do mesmo clube e de outro, para a circulação de dinheiro”.

Por fim, a PGR informa que “as investigações incidem igualmente sobre o envolvimento de outros tipos de sociedades (algumas ligadas ao setor imobiliário), o pagamento em dinheiro de prémios de jogo, a satisfação de dívidas pessoais de dirigentes, a utilização por estes de valores dos clubes e a omissão declarativa de operações fiscalmente relevantes”.

As buscas em curso contam com a participação de magistrados do Ministério Público e dos tribunais de Instrução Criminal, inclusive, o Central e elementos da Polícia Judiciária e da Autoridade Tributária.

Fontes oficiais do Benfica e do Santa Clara remeteram uma reação para mais tarde, em comunicado.

Leia Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui