Arraiá do Programa Qualidade de Vida promove cultura, diversão e saúde.

0

A ação atende pessoas de 12 aos 100 anos. Para participar basta comparecer nas aulas que acontecem em sete pontos diferentes da cidade.

O Ginásio Fiotão recebeu, na última sexta-feira (29), cerca de 400 pessoas para o Arraiá do projeto ‘Qualidade de Vida’, que visa incentivar a prática de exercícios físicos à população. A aula temática, que acontece mensalmente, tem o objetivo de criar espaços de socialização para os alunos, motivá-los a continuar no projeto e buscar novos integrantes para as atividades do cotidiano.

Criado em 2017, o programa é voltado para a saúde e bem-estar da população, como explica o superintendente de Esporte e Lazer da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), Jadir Pereira. “Temos hoje 7 pontos em funcionamento e com planos para criar mais um no bairro Cristo Rei. Nesses pontos, oferecemos diariamente profissionais devidamente qualificados para aplicar as atividades, o que fica claro pelo retorno positivo que temos dos participantes”, disse.

“A aula temática, além de cumprir seu papel com a promoção da saúde preventiva e, por consequência, da qualidade de vida, estimula os participantes a continuarem conosco nas práticas de exercício físico e também chama a atenção, o que faz com que outras pessoas descubram o programa, ou se animem para participar”, explicou a professora Anaíza da Silva Conceição, uma das responsáveis pela organização da festa.

Com professores e alunos caracterizados e espaço decorado, a aula iniciou com alongamentos leves e aquecimento, para preparar o corpo para as atividades que viriam. Durante mais de uma hora, os participantes puderam experimentar um pouco de ginástica aeróbica, Zumba, circuito funcional e GAP.

“A prática regular de atividades físicas previne doenças tipo hipertensão, diabetes, AVC, depressão, entre outras; melhora a aptidão física e cardiorrespiratória; ajuda com a perda de peso, redução de medidas; e, principalmente, melhora o convívio social”, explicou a professora.

É o que pode atestar a aluna Francimar Oliveira Cavalcante, que conheceu o programa através de amigas, depois que o médico indicou exercício físico para seu caso de ansiedade. “Eu melhorei 100%, eu não sinto mais nada disso. E quando eu não vou, eu me sinto toda travada, até minha dor no joelho volta”, disse.

Para Hildenete Maria Forte da Silva, que é professora, o programa é ‘a melhor coisa que aconteceu na vida dela nos últimos anos’. “Antes eu era sedentária. Hoje eu tenho vontade de fazer tudo. O exercício físico faz isso com a gente, pois não temos aquele sentimento de estar parada no tempo”, completou.

O projeto Qualidade de Vida atende pessoas “dos 12 aos 100 anos” e para participar basta comparecer nas aulas que acontecem em diferentes pontos focais da cidade:

Polo: Ginásio Fiotão;

Polo: São Mateus (Miniestádio Ari Leite);

Polo: 23 de Setembro (Centro comunitário);

Polo: Bonsucesso (EMEB Maria Barbosa);

Polo: Bem-Estar – Cristo Rei (CMEI São Domingo Sávio);

Polo: Parque Flor do ipê;

Polo: Parque Bernardo Berneck;

Mais informações pelo e-mail: [email protected]

Fonte: http://www.varzeagrande.mt.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui